Acessibilidade: +100%-

Audiência Pública discutiu adesão do Município em consórcio de gestão e tratamento de resíduos sólidos

Audiência Pública discutiu adesão do Município em consórcio de gestão e tratamento de resíduos sólidos

A Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos promoveu a discussão para aprovação da adesão de Vera Cruz do Oeste ao Consórcio Intermunicipal para a Gestão e Tratamento de Resíduos Urbanos do Oeste do Paraná. A comunidade aprovou de forma unânime o projeto, que foi apresentado na tarde de ontem (06), na Casa da Cultura.

Com o intuito de encontrar uma melhor solução de gestão e tratamento dos resíduos, para cumprimento efetivo da Lei Federal de Resíduos. O Consórcio terá sua atuação em 33 municípios da região Oeste do Paraná.  A adesão dos municípios ao projeto tem como objetivo retirar problemas como a falta de Cooperação Federativa agravando os problemas sociais e urbanos nos municípios causados pelos resíduos sólidos.

O projeto foi apresentado pelo secretário de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento de Toledo, Neudi Mosconi, que explanou como será realizado o trabalho, objetivos e investimentos para a população presente. Mosconi destacou que os municípios não podem ficar na contramão da política nacional, então, a deliberação de forma favorável é algo aguardado em todas as audiências realizadas.

O secretário de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rodrigo Olivier, explicou que após essa aprovação, o próximo passo é enviar Projeto de Lei para aprovação da Câmara de Vereadores e seguir com o processo de adesão junto ao projeto. Segundo ele, o valor repassado para o Consórcio será um investimento para o Município, que passa a economizar com a manutenção do aterro municipal, sem contar na destinação ambientalmente correta do lixo.

Os Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) são os rejeitos de atividades domésticas, comercial, de serviços e limpeza, entre outros. A sua coleta pode ser realizada por transporte dos coletores apropriados e levados até o local correto de descarte. A formalização deste consórcio dá a possibilidade para o município se manter no desenvolvimento e, uma solução em grupo, dando a oportunidade de planejamento regional para possível solução de problemas comuns, na gestão de atividades específicas.

CONSÓRCIO

Os 33 municípios, juntos, geram uma média de 313 toneladas de lixo por dia. Quase 115 milhões de toneladas por ano. Na região do Oeste, no total, são gerados cerca de 255 milhões de toneladas/ano. O consórcio prevê substituir as 33 bases de recebimento de resíduos do Oeste para uma base somente, no município de Toledo, onde ocorrerá todo o processo de separação mecânica. O material reciclável voltará para a cadeia reprodutiva e o rejeito seguirá para o aterro.A estrutura do aterro existente em Toledo será ampliada e receberá novos maquinários para suportar mais resíduos. O investimento é estimado em R$ 6,5 milhões para a primeira etapa. A área já foi adquirida pela Prefeitura e os projetos estão todos concluídos.